Segunda-feira, 1 de março de 2021
informe o texto

Notícias | Geral

Religião sem caridade é religião sem fundamento

Qualquer prática religiosa, só tem sentido se realmente nos conduz ao encontro de nossos irmãos mais carentes.

20/02/2021 - 16:23 | Atualizada em 20/02/2021 - 18:16

Elizany Telles, Diretora de Redação Conexão Araguaia

A caridade no âmbito do catolicismo, têm sido uma ação na qual, Padres juntamente com seus fiéis, tem desenvolvido, no intuito de seguir o santo evangelho como ordena as escrituras sagradas. Diante do evangelho de São Matheus cap.25, 31-46, os fiéis acreditam, que a vida religiosa só ganha sentido pleno se vivermos aquilo que Cristo nos ordenou mediante á essa palavra.
 
 
A Paróquia de Nossa Senhora Aparecida de Confresa, na pessoa do Padre Marco Antônio Gallo e Padre Fernando Trecheiro, tem procurado viver esse evangelho, com atitudes solidárias e atos de humanidade, buscando contribuir de acordo com a necessidade dos irmãos mais necessitados, pois, entende-se o catolicismo, que o caminho que Jesus deixou para religar o céu e a terra, é esse encontro com os mais necessitados.
 
A prática de caridade tem passado por profundas alterações, onde religiões juntamente com líderes religiosos, tem deixado de lado esta missão, na qual Jesus nos deixou como responsáveis. “Entendemos, que qualquer prática religiosa, só tem sentido se realmente nos conduz ao encontro de nossos irmãos mais carentes, é inadmissível uma religião que ignora tanta fome, tanto sofrimento por parte dos empobrecidos, dos sofridos marginalizados da nossa sociedade, pois é justamente na pessoa deles, que nós encontramos a pessoa de Jesus Cristo”. Afirma o Padre Marco Antônio Gallo.
 
Essa assistência material e espiritual, concedida aos mais pobres da comunidade confresense, tem contribuído de forma eficaz, tanto para os beneficiados, quanto para os praticantes dessa boa ação, pois dessa forma a palavra religião, encontra o seu verdadeiro sentido.
 
De acordo o Padre Marco Antônio Gallo e Padre Fernando Trecheiro, ainda existem mais de 400 famílias em Confresa, catalogadas no risco da instabilidade alimentar, e diante de tamanha necessidade, a Paróquia Nossa Senhora Aparecida, realiza um trabalho unânime, incessantemente para saciar a fome do Cristo que está presente neles.
 
“Como exemplo de verdadeiros cristãos, toda a população de Confresa, está convidada a se juntar a nós, sobretudo nesse período quaresmal, para exercermos essa prática da caridade, que faz bem, para aquele que faz o bem”. Conclui Padre marco Antônio Gallo e Padre Fernando Trecheiro.
 
Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos: «Quando o Filho do homem vier na sua glória com todos os seus Anjos, sentar-Se-á no seu trono glorioso.
Todas as nações se reunirão na sua presença, e Ele separará uns dos outros, como o pastor separa as ovelhas dos cabritos;
e colocará as ovelhas à sua direita e os cabritos à sua esquerda.
Então o Rei dirá aos que estiverem à sua direita: ‘Vinde, benditos de meu Pai; recebei como herança o reino que vos está preparado desde a criação do mundo.
Porque tive fome e destes-Me de comer; tive sede e destes-Me de beber; era peregrino e Me recolhestes;
não tinha roupa e Me vestistes; estive doente e viestes visitar-Me; estava na prisão e fostes ver-Me’.
Então os justos Lhe dirão: ‘Senhor, quando é que Te vimos com fome e Te demos de comer, ou com sede e Te demos de beber?
Quando é que Te vimos peregrino e Te recolhemos, ou sem roupa e Te vestimos?
Quando é que Te vimos doente ou na prisão e Te fomos ver?’.
E o Rei lhes responderá: ‘Em verdade vos digo: Quantas vezes o fizestes a um dos meus irmãos mais pequeninos, a Mim o fizestes’.
Dirá então aos que estiverem à sua esquerda: ‘Afastai-vos de Mim, malditos, para o fogo eterno, preparado para o Diabo e os seus anjos.
Porque tive fome e não Me destes de comer; tive sede e não Me destes de beber;
era peregrino e não Me recolhestes; estava sem roupa e não Me vestistes; estive doente e na prisão e não Me fostes visitar’.
Então também eles Lhe hão-de perguntar: ‘Senhor, quando é que Te vimos com fome ou com sede, peregrino ou sem roupa, doente ou na prisão, e não Te prestámos assistência?’.
E Ele lhes responderá: ‘Em verdade vos digo: Quantas vezes o deixastes de fazer a um dos meus irmãos mais pequeninos, também a Mim o deixastes de fazer’.
Estes irão para o suplício eterno, e os justos para a vida eterna».
 
 
 
 
 
 

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do site. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 

Contato

(66) 98452-5192

+44 7915 428861

Confresa - MT 78652-000

Newsletter

Sitevip Internet